Criação e Gestão de Marcas - Branding

J. Braga - Branding e Marketing Digital - Curitiba e Balneário Camboriú

Branding é uma estratégia de Gestão da Marcas, que envolve todas as ações com objetivo de torná-la mais forte e presente no mercado.

Acima de tudo a busca pelo reconhecimento do público, valorização, admiração, e desejo por aquilo que a empresa ou produto oferece.

Somos bombardeados diariamente por expositores de marca, seja na rua, na internet ou mídias sociais, e cada vez mais fica difícil ser notado em um mercado competitivo.

Algumas empresas se sobressaem em relação as outras, despertando mais interesse e sensações positivas sem eu clientes.

Em outras palavras: ” Isso é resultado de um bom trabalho de branding.”

Branding gera valor para a sua marca, e é exatamente por isso que é importante realizá-lo.

Crie conexão da sua marca com seu consumidor, tornando-a memorável!

Então!! Que atenção você tem dado a sua

Veja como a J. Braga ajuda você a começar a fazer branding no seu negócio:

O Branding começa pela própria concepção da marca e envolve tudo aquilo que gera associação a sua marca.

Portanto tem como principal objetivo criar conexões com os consumidores, para que sua marca seja facilmente identificada e lembrada, seja consciente ou inconscientemente.

1. Construção da marca ou Reformulação da marca.

Identidade Visual

• Logo: elemento gráfico que representa a marca e estabelece um reconhecimento imediato, sendo empregado na comunicação.

• Cores: destacam a marca e permitem a ela transmitir sensações e criar associações positivas com o público, sendo capaz de qualificar o relacionamento em até 80%.

 

• Tipografia: a escolha da fonte cumpre os mesmos objetivos de identificação do público e da sua percepção quanto à marca.

• Manual da marca: guia que resume cores, fontes e formas de aplicação do logo permitidas em situações variadas.

Posicionamento

• Valores: indicam o que é importante para a marca, sendo através deles que ela espera se conectar com o público.

• Tom de voz: define a maneira de se dirigir às pessoas, se mais formal ou descontraída, por exemplo.

• Linguagem: estabelece e adota palavras e expressões cujo objetivo é ampliar a sensação de identificação do público.

• Canais: reconhece e prioriza os canais de comunicação que melhor representam a personalidade da marca.

• Conteúdo: assim como os canais, a escolha da mensagem transmitida neles deve atender aos valores e à personalidade da marca.

Todas essas demandas de comunicação da marca convergem para um só passo inicial: o mapeamento das personas.

Elas representam o seu perfil ideal de cliente.

Você precisa saber quem é seu cliente e identificar as suas características, necessidades, desejos, problemas e interesses. Depois disso,  então, usar essas informações a favor da sua estratégia de branding.

2. Pontos de Venda

O ponto de venda, ou PDV, é o local onde o público tem contato com a empresa e seus produtos e serviços.

Não necessariamente será uma loja própria, como é o caso de itens vendidos em supermercados.

Além disso,  pode não ser físico, mas virtual, a exemplo de um site.

Seja como for, é preciso cuidar da aparência da marca para favorecer a conexão esperada com as pessoas.

Garanta um ambiente que atenda à sua identidade visual, que reforce o seu posicionamento. Da mesma forma que favoreça os objetivos traçados para a estratégias da empresa.

3. Marketing

Conteúdo

Redes sociais

Promocional

Experiência

4. Endomarketing

O trabalho de branding não deve focar apenas no público externo, mas também no público interno da sua empresa (empregados, revendedores, acionistas etc.). 

Afinal, são pessoas que estão em contato constante com a marca quanto o público final.